Açorda de Tomate com Frango da Avó e Batatinhas no Forno









Cresci no campo.
Rodeada por hortas, pomares, animais e todo o tipo de bicharada :)
Não me queixo do meio onde agora habito, apesar de bastante agitado, difícil será mesmo alguma vez regressar ao campo, "à terra" como aqui se diz.
Acho tudo muito bonito, muito calmo e relaxante, mas não obrigado :)
Continuo, no entanto, a manter o contacto com esse meio.
A nossa antiga casa continua na família, as hortas, as árvores de fruto estão todas lá, e com frequência vou a casa dos meus Avós, muito perto de onde antigamente vivíamos.
Toda esta conversa vem a propósito do tomate.
Tomate acabado de apanhar, daquele vermelhinho e cheiroso, que dá vontade de dar uma dentada assim crú, sem tempero nenhum!
A época do tomate, quando eu era pequena, era sinónimo de açorda de tomate, sopa de tomate, bifes de cebolada com tomate, arroz de tomate e todas as receitas que levassem tomate.
Era tanto que as nossas refeições baseavam-se em tomate e mais tomate das mais diversas maneiras.
Sempre adorei açordas, das simples às mais compostas, são a minha comida conforto :)
Numa das mais recentes visitas aos meus Avós trouxe, novamente, mais tomate.
Este já bastante maduro e a necessitar urgentemente de ser utilizado.
O que melhor para acompanhar um franguinho da minha Avó Mariana que uma Açorda de Tomate?

Ingredientes:
| Frango Caseiro [usei apenas pernas]
| Cebola
| Louro
| Massa de Pimentão
| Alho em Pasta
| Ketchup
| Mostarda
| Mistura de Especiarias para Grelhados
| Açafrão
| Pimentão Doce em pó
| Sementes de Mostarda
| Tomate bem maduro
| Cerveja ou Vinho Branco
| Margarina ou Azeite
| Sal Aromatizado
| Batatinhas para Assar

| Pão de Véspera
| Tomate bem maduro
| Azeite
| Alho
| Mistura de Especiarias Sunkiss
| Molho do Frango, ou um caldo de carne dissolvido em água a ferver

Preparação:
Coloca-se o frango num pirex de forno.
Utilizei apenas a parte das pernas.
Junta-se uma cebola cortada em pedaços pequenos.



Num recipiente faz-se uma marinada com uma colher de sopa de alho em pasta, uma colher de sopa de massa de pimentão, uma colher de sopa de ketchup e uma colher de sopa de mostarda.



Mistura-se tudo e adiciona-se um pouco de cerveja para dissolver.
Adiciona-se os temperos, a mistura de especiarias para grelhados, açafrão, pimentão doce e sementes de mostarda. Utilizei um pouco de cada.
Junta-se mais cerveja e deita-se por cima da carne.
Adiciona-se uma folha de louro partida em pedaços, dois tomates bem maduros cortados em rodelas finas e rega-se tudo com azeite ou com margarina líquida.



Leva-se ao forno pré-aquecido durante 20 minutos.
Retira-se, vira-se a carne e junta-se as batatinhas para assar cortadas em cubos.
Leva-se novamente ao forno.

Prepara-se a açorda.
Num tacho coloca-se um pouco de azeite e um dente de alho lâminado.
Quando começar a estalar adiciona-se o tomate sem pele e cortado em pedaços pequenos.



Frita-se ligeiramente e tempera-se a gosto, usei apenas um pouco de mistura de especiarias sunkiss porque juntei o molho da carne que já tinha bastante tempero.
Adiciona-se então um pouco de caldo, eu usei o molho que se foi formando no frango.
Já tinha utilizado uma boa quantidade de marinada propositadamente para depois retirar e dar gosto à açorda, mas poderá fazer-se um caldo de carne com água a ferver e um caldo de tempero dissolvido.
Eu prefiro usar o molho, é mais saboroso.



Junta-se o pão de véspera cortado em pedaços pequenos e vai-se adicionando água de modo a que, ao calcar o pão, fique todo coberto com água.



Deixa-se cozinhar até o pão amolecer e empapar.



Transfere-se então para um pirex de forno e leva-se ao forno enquanto o frango termina de gratinar.



Uma refeição que me lembra sempre os meus tempos de criança :)





Etiquetas: , ,