Pãozinho Doce para o Lanche :)


A receita vem do blog Paladares da Isa e seduziu-me pelo seu aspecto simples e apetitoso.
Experimentei fazer para um lanche de fim-de-semana cá de casa, fiz apenas metade da receita e comemos ainda morno, uma delícia!
Alterei um pouco o modo de preparação, pois optei por amassar na máquina de fazer pão e depois cozer numa forma de silicone com buraco.
A parte de colocar na forma deve-se ao facto de a minha massa ter ficado muito mole, não se conseguia moldar à mão, por isso mesmo a cozi assim.

Deixo-vos a receita completa mas refiro novamente que as fotos que mostro equivalem a metade das quantidades da receita.

Ingredientes:
| 200 ml. de Leite quente
| 30 gr. de Fermento fresco
| 80 gr. de Margarina derretida [coloquei a margarina dentro do leite quente para derreter]
| 450 gr. de Farinha sem fermento
| 1 pitada de sal
| 100 gr de Açúcar
| 3 Gemas de Ovos
| 1 colher de sopa de Amaretto (licor de amêndoas)
| 1 colher de sopa de Rum (coloquei vinho do Porto)
| 1 colher de sopa de aroma de Baunilha
| 1 colher de chá de raspa de Laranja
| 1 colher de chá de raspa  de Limão

| Margarina derretida para pincelar
| Açúcar para polvilhar
| Farinha para moldar

Preparação:
Dissolve-se o fermento no leite morno, usei um cubo de fermento fresco.
Aproveitei e dissolvi também a margarina.



Na cuba da máquina de fazer pão coloca-se a farina, o açúcar, uma pitada de sal, as gemas de ovos, o amaretto, o Vinho do Porto, o aroma de baunilha, a raspa de limão e de laranja.
Adiciona-se o leite com o fermento e a margarina dissolvidas.
Selecciona-se o programa MASSA, que demora uma hora e meia.





Passado esse tempo a massa dobrou de volume.
Como referi acima a minha massa ficou muito mole e peganhenta e não a consegui moldar, por isso optei por a colocar numa forma de silicone para cozer assim.
Untei a forma com margarina, polvilhei com açúcar, coloquei a massa e por cima coloquei umas nozes de margarina [pequenas] e polvilhei com açúcar.
Levei ao forno ligado a 50º durante 30 minutos para levedar novamente.




Passados os 30 minutos aumenta-se a temperatura para os 180º, escolhi a função ventoínha.

O meu pãozinho doce demorou cerca de 20 minutos a cozinhar.
Fiz o teste do palito e, assim que saiu seco, retirei.
Deixei arrefecer um pouco e desenformei.


Servi com doce de tomate e gengibre.



O pãozinho ficou bem apetitoso e pouco doce, como gostamos.
De salientar apenas que no dia seguinte achei-o muito duro, é bom para se comer no próprio dia.

Etiquetas: ,