Pão Brioche com Cristais de Açúcar e Canela

 photo file-901.jpg

 photo file-1643.jpg

 photo file-750.jpg

 photo file-1728.jpg

Gostava muito que os meus filhos tivessem gosto por cozinhar.
Desde pequena, mais ou menos com a idade da minha Alexandra Luísa, que me recordo de ajudar a minha Mãe e a minha Avó.
Adorava ajudar a minha Avó a fazer o pão do "pumba-pumba"!!! :)
Era assim que lhe chamávamos porque para o amassar dava-se murros na massa e fazia pumba-pumba!
Uma diversão!
A minha Avó dava-me sempre um pedaço de massa para moldar à minha maneira e era o primeiro a entrar para o forno.
Hoje em dia o forno de cozer o pão de casa dos meus Avós raramente se acende, as festas de família passaram para casa dos meus Pais ou da minha Madrinha onde temos mais comodidades mas onde existe também um forno de cozer a lenha.
Sinceramente não o usamos muito.
O tempo que demora a aquecer não justifica a quantidade de pão que se coze.
Antigamente cozia-se o pão para a semana inteira, agora já assim não é.
A minha filha gosta muito de estender massa.
Sempre que vê a máquina do pão a amassar já não sai da cozinha com o seu rolo da massa para esticar o seu pãozinho :)
Desta vez não fez um pãozinho, mas o pão inteiro, evidentemente que com a ajuda da Mãe, mas lá se desenrascou muito bem!

A receita é bem simples, usei as farinhas preparadas para pão brioche que são bem do meu agrado e enriqueci a massa com açúcar em cristais e canela.
Colocámos a massa numa forma linda da Metalúrgica e o resultado está à vista!

Ingredientes:
| 235 gr. de Água morna
| 500 gr. de farinha preparada para pão brioche, da Nacional

| Canela
| Açúcar em Cristais, da RAR

Preparação:
Na cuba da máquina de fazer pão coloca-se a água morna e depois a farinha, seguindo as instruções da embalagem.
Selecciona-se o programa AMASSAR, que demora 1h30.
No final retira-se e transfere-se a massa para cima de um tapete de silicone.
Estende-se a massa com um rolo e polvilha-se com canela e com açúcar em cristais.

 photo file-1683.jpg

 photo file-2177.jpg

Enrola-se como se fosse uma torta.
Corta-se a massa em fatias que se dispõem numa forma previamente pulverizada com óleo em spray [ou untada com margarina] e polvilhada com açúcar.

 photo file-1023.jpg

 photo file-1694.jpg

 photo file-294.jpg

Leva-se ao forno pré-aquecido a 50º e deixa-se levedar durante 30 minutos.

 photo file-378.jpg

 photo file-2375.jpg

 photo file-1171.jpg

 photo file-702.jpg

Aumenta-se a temperatura para os 190º, usei a função ventoínha, e deixa-se cozinhar durante uns 15-20 minutos, ou até se verificar que está cozido.
Retira-se e desenforma-se de imediato, pois é uma forma de metal.
O açúcar com que se barrou a forma fica caramelizado e confere um tom dourado fantástico ao pão.
O açúcar em cristais com que a massa é recheada não derrete completamente, quando se come sentem-se pequenos cristais crocantes fantásticos.

 photo file-1286.jpg

 photo file-1272.jpg

 photo file-537.jpg

 photo file-1189.jpg

 photo file-1615.jpg

O pão foi comido ainda quente acompanhado com doce de morango [também ainda morno :)] e chocolate.

 photo file-1451.jpg

Etiquetas: ,